logo2.png

MINHAS PALESTRAS

 

 

1. EDUCAÇÃO INFANTIL: OS DESAFIOS DA UNIVERSALIZAÇÃO

  • A função da educação infantil;
  • Reflexão sobre as políticas públicas voltadas para a infância;
  • Concepção de infância;
  • A transição entre cuidar e educar;
  • A articulação das Diretrizes Curriculares para a Educação Infantil e as práticas educativas;

2. A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR DA EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA REFLEXÃO NECESSÁRIA

  • O que é a BNCC?
  • Qual o impacto da BNCC na Educação Infantil?
  • Os direitos de aprendizagem na educação infantil;
  • Os campos de experiências e as expectativas de aprendizagem;

3. BRINCADEIRA E INTERAÇÃO COMO EIXOS FUNDAMENTAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • O desenvolvimento e a aprendizagem na infância;
  • A interação na perspectiva sócio interacionista;
  • Por que brincar? Como? Quando? A brincadeira como foco das práticas educativas;

4. DESENVOLVIMENTO DAS CRIANÇAS DE 0 A 3 ANOS

  • Desenvolvimento das crianças, características de cada faixa etária;
  • Competências e habilidades que devemos desenvolver nos adultos que atuam com as crianças da primeira infância;
  • Desenvolvimento neuronal das crianças de 0 a 3 anos;
  • Práticas educativas estimulantes;

5. O PERFIL DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL

  • As especificidades da Educação Infantil;
  • A formação dos profissionais de Educação Infantil;
  • Os profissionais que atuam com crianças de 0 a 3 anos;

6. A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • A importância do brincar;
  • O brincar com e por meio das linguagens;
  • As possibilidades pedagógicas do brincar na sala de aula;
  • O jogo e as brincadeiras tradicionais;
  • A organização das práticas educativas por meio do brincar;
  • A contribuição do brincar no desenvolvimento e aprendizagem das crianças de 0 a 6 anos;

7. RECONSTRUINDO E REINVENTANDO TEMPOS E ESPAÇOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Os espaços educativos promovendo a aprendizagem;
  • A organização do tempo e do espaço;
  • As áreas curriculares e os principais blocos de conteúdo;
  • Recheando e colorindo os espaços educativos;

8. PLANEJAMENTO DAS AÇÕES EDUCATIVAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

  • Como planejar as práticas educativas;
  • A rotina da creche;
  • Atividades permanentes;
  • Sequência didática;
  • Projeto educativo;

9. AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL: OBSERVAÇÃO E INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

  • Refletir sobre a importância da avaliação na educação infantil;
  • Refletir sobre o olhar ampliado dos educadores com a função de intervir pedagogicamente;
  • Refletir sobre a prática da avaliação processual com finalidade pedagógica;
  • Comentar e analisar os instrumentos de avaliação;
  • Orientar o como observar e como intervir no desenvolvimento e aprendizagem das crianças de 0 a 5 anos;

10. APROXIMAÇÃO DA FAMÍLIA NA ESCOLA – UM VÍNCULO NECESSÁRIO

  • Análise sobre as diversas composições familiares;
  • A função da escola e da família;
  • A importância da relação entre a escola e a família;
  • Projetos para a aproximação dos familiares das crianças na escola infantil;

MEUS CURSOS E OFICINAS

 

 

11. A LINGUAGEM ORAL E A APROXIMAÇÃO DA LINGUAGEM ESCRITA NA EDUCAÇÃO INFANTIL -POVOANDO A MENTE INFANTIL COM A INSERÇÃO DE CONTOS, MÚSICAS E BRINCADEIRAS
  • O desenvolvimento da linguagem oral na infância;
  • Explorar os eixos linguagem oral e escrita;
  • Apresentar situações de práticas educativas para explorar a linguagem oral;
  • Orientar o trabalho de início da alfabetização na educação infantil, visando a aproximação da linguagem escrita;
  • Explorar os gêneros textuais na educação infantil;
  • Desenvolver sequências didáticas a partir dos gêneros textuais;
12. CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS DA TRADIÇÃO ORAL
  • A contação de histórias: antigas e novas formas da narrativa oral;
  • Intercâmbio de experiências na contação de histórias;
  • Folguedos, brincantes e a contação de histórias;
13. A EXPLORAÇÃO DO MEIO NATURAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL: DESPERTANDO A CURIOSIDADE DA CRIANÇA
  • Como despertar mais a curiosidade das crianças;
  • Fazendo experiências com as crianças;
  • Despertando a iniciação científica;
  • Resolução de problemas e as perguntas instigantes;
14. O VÍNCULO AFETIVO NA PRIMEIRA INFÂNCIA: INTERAÇÃO PROFESSOR-CRIANÇA, FAMÍLIA-CRIANÇA, CRIANÇA-CRIANÇA
  • A importância do vínculo afetivo dos adultos com a criança;
  • As emoções e a auto regulação;
  • A inteligência social;
  • Agressividade da criança da Educação Infantil;
15. DESLIGUE O CELULAR E A TELEVISÃO E BRINQUE MAIS
  • Os efeitos nocivos do excesso das mídias na vida da criança;
  • A criança inativa;
  • Quando os adultos preferem as mídias ao invés do brincar;
  • O comportamento das crianças sedentárias;
  • Por que brincar é melhor do que ficar passivo diante da televisão;
17. OFICINA DE BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS
  • Reflexão sobre o direito da criança brincar na Educação Infantil e anos iniciais do Ensino Fundamental;
  • As habilidades necessárias a serem desenvolvidas na infância por meio do brincar;
  • Confecção de alguns brinquedos utilizando materiais simples e/ou reciclados;
  • Fazer, pensar e brincar: brincar se aprende brincando;

  CONHEÇA A PROFESSORA E PALESTRANTE  

 REGINA SHUDO 

TEMAS DE PALESTRAS PARA EDUCADORES DA
EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL

 

 

1. A BASE NACIONAL COMUM CURRICULAR E A MELHORIA DO DESEMPENHO ESCOLAR

No encontro, apontaremos alguns itinerários possíveis para promover um melhor aprendizado dos alunos, refletindo sobre a Base Nacional Comum Curricular e outros desafios como a formação de leitores competentes.

2. ITINERÁRIOS POSSÍVEIS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE MELHORIAS NA QUALIDADE SOCIAL DA EDUCAÇÃO

Para melhorar a educação do Brasil, diversas ações tem sido realizadas por cada canto desse país, com a Emenda Constitucional Nº 59/2009 a educação básica passando a ser obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, significa que todas as crianças de 4 e 5 anos tem direito a educação infantil, e sabemos que um ensino infantil de qualidade pode aumentar a eficiência escolar e reduzir a desigualdade social.

Precisamos refletir e buscar ações eficientes para superamos as desigualdades educacionais, sociais, culturais. Vamos juntos desejar e tomar nas mãos a conquista da aprovação das metas e depois as ações em busca da melhoria da educação pública! Nosso olhar, nossa atitude focada no que realmente importa: educar para que crianças e jovens possam construir um bom projeto de vida.

3. A FORMAÇÃO DE LEITORES COMPETENTES: UM CAMINHO POSSÍVEL PARA MELHORAR O DESEMPENHO ESCOLAR

Nesse encontro apresentamos situações reflexivas e práticas sobre a importância da formação de leitores competentes nas escolas do Ensino Fundamental para que possam obter melhor desempenho escolar, seja nas avaliações nacionais, como para garantir o direito de aprender.

4. A GESTÃO DA SALA DE AULA: ALUNOS MAIS APRENDENTES

Objeto de estudo:
 

  • Refletindo sobre a situação da Educação Brasileira;
  • Condições externas para garantir o sucesso escolar;
  • As principais competências e habilidades que precisam ser desenvolvidas nos alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental;
  • A gestão da sala de aula;
5. COMO PROMOVER A APRENDIZAGEM E MELHORAR O DESEMPENHO ESCOLAR

Objeto de estudo:
 

  • Breve análise sobre os resultados das avaliações nacionais e internacionais e os impactos na educação brasileira;
  • Itinerários possíveis para elevar o IDEB: os indicadores de qualidade social da educação;
  • Ler e Escrever como compromisso de todas as áreas e todos os níveis de conhecimento;
  • A aprendizagem dos alunos como foco da educação;

ESCREVA PARA MIM!

Utilize o formulário ao lado para mandar sua mensagem!
Tenha certeza que eu irei lhe responder em breve.